Prove que é um ser humano: 9   +   3   =  

CLUBES-FCF-BRASILEIRO-IMAGEO prenúncio do ano de 2013 já demonstrava que algo muito bom esperava o futebol catarinense no ano em que o Brasil sediará a Copa do Mundo FIFA, com quatro clubes participando da Série B do Campeonato Brasileiro e o Criciúma já disputando pontos na elite diante dos gigantes.

Eis 2013 e nem o mais otimista dos torcedores catarinenses poderia imaginar que o auge estaria tão próximo. A força emergente e avassaladora do futebol do Oeste do Estado rompeu diretamente a Série B e levou a Associação Chapecoense de Futebol ao acesso à elite do futebol brasileiro com a conquista histórica do vice-campeonato do Campeonato Brasileiro da Série B, ficando distante apenas sete pontos do campeão, o Palmeiras. Na partida de despedida, a Chapecoense carimbou a faixa do campeão e venceu o Palmeiras por 1 a 0 na Arena Condá.

Bruno Rangel marcou 31 gols na Série B, inclusive na vitória sobre o Palmeiras.

Bruno Rangel marcou 31 gols na Série B, inclusive na vitória sobre o Palmeiras.

As rodadas derradeiras das Séries A e B no início do mês de dezembro felizmente apresentaram Criciúma e Figueirense dependendo apenas de seus próprios desempenhos para alcançarem seus objetivos. Desde a edição do Campeonato Brasileiro de 1979, que teve 94 clubes na disputa dentre eles cinco catarinenses (Avaí, Figueirense, Joinville, Criciúma e Chapecoense), o futebol catarinense não contava com mais de dois clubes figurando na Série A.

Ao apito final de 2013, o Criciúma honrou o brio da torcida que o acompanhou em peso durante toda a Série A e permaneceu na elite, encerrando como 16º colocado. Já o Figueirense voltou de Bragança Paulista escoltado pela festa da nação Alvinegra e glorificado por estar de volta à Série A em 2014, com a 4ª colocação na Série B.

Ainda na Série B, Joinville e Avaí, chegaram a flertar com o G-4, mas infelizmente não conseguiram manter o desempenho para alcançar o acesso à Série A, missão que terão novamente em 2014. Na Série D do Campeonato Brasileiro, o Metropolitano de Blumenau e o Marcílio Dias, galgavam seguir o mesmo rumo recente da Chapecoense, mas ainda não foi nesta oportunidade.

Nas dez edições anteriores da “Era dos Pontos Corridos”,, instituída em 2003 pela Confederação Brasileira de Futebol,  que estabeleceu a forma de disputa do Brasileirão em turno e returno, nunca houve uma sem a participação de um representante catarinense na Série A do Campeonato Brasileiro.

No Heriberto Hülse lotado, Criciúma bateu o São Paulo pela 37ª rodada da Série A.

No Heriberto Hülse lotado, Criciúma bateu o São Paulo pela 37ª rodada da Série A.

O futuro
O futebol catarinense está pronto continuar crescendo em 2014, ano especial em que a Federação Catarinense de Futebol celebra 90 anos de fundação.

THUMB-90ANOSOstentando a condição de ser a segunda Federação com mais representantes na Série A do Campeonato Brasileiro entre as 27 afiliadas da Confederação Brasileira de Futebol em 2014, a Federação Catarinense de Futebol comemora o êxito e o sucesso dos filiados dentro de campo em 2013  e dará sequência à política administrativa séria e competente que conduziu o futebol barriga verde ao ápice.

Parabéns clubes catarinenses!
Parabéns torcida catarinense!
Viva o futebol de Santa Catarina!