2   +   3   =  

PhotoColor_0574_300Em nossas breves jornadas pelos passos da vida, deixamos o legado de nossa passagem àqueles que conseguimos cativar. A partir do mês de outubro, a Federação Catarinense de Futebol deixa de contar com um dos seus mais valorosos colaboradores, o Sr. Manoel da Cunha.

Nascido em Santo Amaro da Imperatriz, na Grande Florianópolis, marido dedicado, pai de dois filhos, Manoel da Cunha dedicou atenção ao futebol catarinense durante 36 anos dos 62 anos que a vida lhe concede. Ingressou na FCF no ano de 1978 na função de datilógrafo, quando a Entidade ainda ficava no Centro da Capital do Estado, no Edifício Comasa, na Rua Felipe Schmidt.

Desde então fez do cotidiano da Federação Catarinense de Futebol e do futebol catarinense parte da sua vida. Em 1985, pouco antes do Dr. Delfim Pádua Peixoto Filho assumir a Presidência, quando a FCF ficava localizada na Rua Vidal Ramos Júnior, 110, também no Centro, o Sr. Manoel da Cunha foi alçado ao comando do Departamento de Registros e Transferências.
Trinta e seis anos e cinco meses depois, chega o momento proporcionar descanso à mente, ao datilografar, ao digitar…

Em nome do futebol de Santa Catarina, dos clubes filiados, a Federação Catarinense de Futebol agradece imensamente ao Sr. Manoel da Cunha pelo empenho, dedicação e pertinácia com que conduziu o Departamento de Registros e Transferências, elevado reiteradas vezes, ao patamar de exemplo pela Confederação Brasileira de Futebol.

Obrigado Sr. Manoel da Cunha, obrigado “Maneca”!
Colaborador 01 de maio de 1978 a 30 de setembro de 2014

A Diretoria