7   +   1   =  

A Federação Catarinense de Futebol encerra o exercício de atividades de 2017 nesta 6ª feira (08), às 19 horas, convicta de ter cumprido o objetivo de manter latente o ofício de organizar e realizar competições de futebol em todas as categorias.

O primeiro ano da gestão do Presidente Rubens Renato Angelotti transcorreu oxigenado pelo sentimento de comoção que aflorou na tragédia com a delegação da Chapecoense na Colômbia. Reiteradas homenagens foram prestadas Mundo afora por desportistas, entidades, pelos amantes do futebol e efetivamente pela Federação Catarinense de Futebol.

A FCF fomentou a prática do esporte mais popular do país organizando quinze(15) competições, quatro delas profissionais, nove de categorias de base, uma na categoria feminino e o Campeonato Catarinense Não Profissional Adulto. Com mais de 3 mil atletas inscritos distribuídos em 38 clubes, as redes balançaram 2298 vezes em 690 jogos realizados.

A Federação Catarinense de Futebol passa por um momento de renovação, exercendo respeito aos Clubes e Ligas filiados, praticando transparência na administração conduzida pelo seu 17º Presidente, o empresário Rubens Renato Angelotti, que assumiu o cargo em 6 de dezembro de 2016, para completar o mandato da Diretoria eleita para o quadriênio 2015-2019. “Fomos convocados para assumir a gestão de uma Entidade que envolve paixão, emoção, que é o verdadeiro sentido do futebol para o torcedor. Atravessamos um primeiro ano difícil, que nos exigiu muito equilíbrio emocional. Para 2018 temos muito trabalho pela frente, estamos motivados para seguir mantendo o futebol catarinense em destaque no cenário nacional, com lisura e objetividade”.

Já no primeiro ano da gestão Rubens Angelotti, a Federação Catarinense de Futebol realizou ações administrativas importantíssimas para o estabelecimento da democracia no futebol catarinense. A Assembleia Geral de 29 de março de 2017, proposta pela Diretoria da Entidade, aprovou por unanimidade a reforma estatutária que limita o Presidente apenas a um mandato para reeleição. Outra medida em prol da transparência foi a publicação do Estatuto Social da Entidade no site oficial, pela primeira vez desde 2002, quando foi instituída a ferramenta de comunicação online.

Futuro
Para o ano vindouro a Federação Catarinense de Futebol seguirá obstinada em honrar a atual 5ª colocação no Ranking Nacional de Federações da Confederação Brasileira de Futebol. O calendário de competições prevê novamente a realização de quinze eventos. Em 2018 a bola rola nos gramados de Santa Catarina conduzida zelosamente pelas diretrizes administrativas da Federação Catarinense de Futebol!