0   +   2   =  

Dois clubes protagonizavam uma das maiores rivalidades no futebol catarinense. Um (Caxias) era considerado o mais popular; o outro (América) reunia a considerada elite da cidade. Os dois, no entanto, encontravam dificuldades para sobreviver no cada dia mais inflacionado mercado do futebol.

O América pelo seu lastro financeiro, tinha mais facilidades para encarar as dificuldades, mas o Caxias estava perdendo forças. Era necessária alguma medida mais drástica para salvar a rica história construída por ambos no futebol de Santa Catarina que reunia títulos estaduais e a revelação de vários jogadores para o mercado brasileiro.

Foi o que aconteceu. Em 29 de Janeiro de 1976, foi constituído o Joinville Esporte Clube, a partir de uma vitoriosa fusão dos departamentos de futebol (cada clube continuou com o seu patrimônio) que continuou a ganhar títulos e a revelar jogadores para o futebol nacional.

Começava a história do JEC, cuja administração liderada pelo empresário João Hansen Júnior foi modelo em nível nacional.

O acerto da junção do futebol de Caxias e América teve um importante respaldo administrativo, quando foi escolhido como seu primeiro presidente, Waldomiro Schützler.

E o começo não podia ser melhor. No seu primeiro jogo, no estádio Ernesto Schlemm Sobrinho (reduto do Caxias) o JEC empatou em um gol com o Vasco da Gama, uma das forças do futebol brasileiro. E coube ao centroavante Tonho marcar o primeiro gol do novo clube. O Vasco empatou com uma das sensações da época, Roberto Dinamite.

Mais de 15 mil pessoas aprovavam o nascimento de um clube que se acostumou a vencer tudo o que disputava e ganhou oito vezes seguida o campeonato catarinense. Um octa campeonato que ninguém conseguiu igualar. E para coroar a união alvinegra (Caxias) e rubra (América) o primeiro título do Joinville foi ganho no estádio Olímpico da rua Edgar Schneider (hoje Sadalla Amim Ghanem) que pertence ao América. Estava sacramentada a união da cidade de Norte (América) ao Sul (Caxias).

A trajetória do Joinville Esporte Clube, com suas conquistas estaduais e nacionais como a Série C em 2011 e a Série B em 2014, enriquece a história do futebol catarinense e a diretoria da Federação Catarinense de Futebol não poderia deixar passar esta data sem cumprimentar torcedores, dirigentes, atletas e a própria cidade de Joinville.

Parabéns Joinville Esporte Clube, pelos seus 43 anos de luta, de glórias e de muita paixão.