Delfim Peixoto Filho acompanha Criciúma no STJD

Após passar cinco dias na região Oeste, acompanhando jogos da Associação Chapecoense, o Presidente da Federação Catarinense de Futebol, Dr. Delfim Pádua Peixoto Filho, volta sua atenção nesta 5ª feira (07) para o julgamento do Criciúma Esporte Clube, no Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva.
Na manhã de hoje o Presidente da FCF retorna de Chapecó e faz conexão direta com o Rio de Janeiro, onde estará para acompanhar o julgamento na sede do STJD.
– VEJA A PAUTA DA SESSÃO DO PLENO DESTA 5ª FEIRA (07)

Foto: Arquivo.

Foto: Arquivo.


O caso
O Criciúma foi denunciado no Processo 138/2014, por suposta irregularidade na escalação do atacante Cristiano, na partida diante do Goiás, válida pela 2ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A.

No primeiro julgamento, ocorrido em 10 de junho, o time catarinense foi condenado, perdeu três pontos e recebeu uma multa de R$ 1.000,00. Porém o Departamento Jurídico do Tigre conseguiu efeito suspensivo recuperando os três pontos perdidos, até que seja realizado o julgamento no Pleno.

Quando defendia o Naviraiense, em 2013, o jogador foi expulso em jogo da Copa do Brasil e foi punido com cinco jogos. Antes de cumprir a pena integralmente em competições nacionais, ele foi relacionado pelos catarinenses e entrou em campo contra o Goiás.

O Criciúma foi denunciado no artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD):
– “Incluir na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida, prova ou equivalente.
Com pena de “perda do número máximo de pontos atribuídos a uma vitória no regulamento da competição, independentemente do resultado da partida, prova ou equivalente, e multa de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais).